Gatos

Terça-feira, Julho 21, 2015

Gatos photo IMG_1060.jpg

Gatos photo IMG_1061.jpg
Gatos photo IMG_1062.jpg


Desde que apresentei aqui no meu blog os nossos gatinhos, recebo frequentemente mails e mensagens com algumas questões acerca deles.
Ora como aqui no meu blog eu vos mostrando de tudo um pouco o que se passa cá por casa, sendo o tema principal a culinária, mas também tudo o que esteja relacionado com a casa, é normal que agora vá mostrando também a evolução dos nossos animais de estimação!
Estão com três meses, feitos no passado dia 16, são muito brincalhões e estão completamente adaptados ao espaço e à família que os acolheu.
Foram vacinados com a vacina Felocell assim que fizeram dois meses, levando depois a segunda dose agora aos três meses. Todos os meses vão ao veterinário para levar a pipeta de prevenção de pulgas, carraças e similares e são seguidos nesse mesmo veterinário em todas as questões relativas à sua saúde e bem estar. São dois gatinhos muito bem tratados portanto [e já me estão a ficar bastante dispendiosos também!!!].
Segundo o veterinário só devem ser castrados aos seis meses, pois antes disso não tem cio. Assim sendo apenas em Outubro farão essa intervenção cirúrgica, tanto o macho como a fêmea.
A Fifi e o Bartolomeu estão a maior parte do tempo dentro de casa, numa zona onde tem as suas coisas: a comida, a água, as suas alcofas, os brinquedos e a caixa da areia para as suas necessidades.
Apesar de eu colocar fotos em que eles aparecem a dormir nos sofás, como por exemplo as deste post, só entram na cozinha e na sala quando nós estamos em casa, no tempo em que estão sozinhos ficam em outras divisões da casa mais amplas. Entre a garagem e a lavandaria temos um espaço de convívio que agora passou a ser o espaço dos gatinhos, é lá que passam a maior parte do tempo.
Também só tem acesso ao exterior quando nós estamos em casa. Gostam muito de subir as árvores do jardim, tirar a terra dos vasos, apanhar pedras e folhas e trazer para casa, andar no meio das flores e plantas do jardim a brincar e correr atrás dos meus filhos 🙂
Mas não os deixo na rua quando saímos para trabalhar, durante esse espaço de tempo estão dentro de casa. Isto porque tenho receio que saltem os muros e sejam atropelados, ou apareçam alguns gatos dos vizinhos no nosso terreno e lhes façam mal, já apanhei por duas vezes “visitantes” a quererem a comida deles! Assim no espaço fechado estão em segurança. E tem sempre umas horas de manhã e à tardinha para andarem a explorar o exterior, connosco em casa sempre estão mais vigiados.
São gatinhos muito dóceis, foram habituados a andar sempre ao colo dos meus filhos, que os enchem de mimos.
Relativamente a estragos, até agora não tenho grandes queixas.
O Bartolomeu teve um “descuido” e fez xixi na carpete da sala, mas creio que foi uma situação pontual. O veterinário disse-nos que nos gatinhos pequenos é uma situação normal. Foi uma única vez, fazem sempre as necessidades na caixa de areia.
Tem um arranhador que gostam muito e onde afiam as unhas, já os apanhei a “coçar” o sofá mas depois de serem advertidos deixam de o fazer [pelo menos naquele dia, depois voltam ao mesmo mas para já sem estragos].
Gostam de brincar com os cortinados e já tentaram trepar por eles acima, também não fizeram grandes estragos mas sempre que os apanho com estas brincadeiras são borrifados com água, para aprenderem que não é local de brincadeira [sugestão do veterinário: borrifar os gatos sempre que fizeram algo de mau, não vale a pena ralhar ou falar alto, uma borrifadela resolve o caso!]. Tenho sempre o borrifador da roupa a jeito, quando fazem asneiras levam com uma borrifadela 🙂
Relativamente aos quartos, muito raramente tem acesso. Deixo-os lá entrar aos fins de semana quando ando em limpezas e estou a arrumar os quartos, como eles costumam andar sempre atrás de mim deixo que vão para os quartos, mas é mesmo muito esporadicamente. Eu sou muito esquisita com limpezas e, apesar de gostar imenso dos nossos gatinhos, cama e pêlos de gato não combinam! E olhem que todos os dias os meus filhos passam um toalhete no pêlo dos gatos antes de os trazerem para casa para dormir. São escovados e limpos com os toalhetes depois de andarem no exterior, mas mesmo assim para os quartos não vão.


 photo 46f41d0c-78b9-4c1f-bbe7-0a01e0ea59b0.png   photo 49fc60a5-db70-428b-92c8-b74259842dd7.png   photo dfa38055-a47c-428c-a0f4-1cbf1011ae31.png   photo def999ce-e7e0-4db6-90a4-456d99c27f4a.png   photo 8a6c7a64-d9eb-4054-8d39-d32edcd4e476.png   photo e50ae6e2-1dd0-4fdb-93a7-76f52c4c7cf2.png
Print Friendly, PDF & Email
0
6 Responses
  • Mary - Strawberrycandy
    Julho 21, 2015

    É tudo uma questão de hábito Luísa,…..e os gatos até são limpos, brincalhões e bem mais simpáticos que os cães. Um cão requer mais cuidado. Os gatos, só o facto terem a areia e serem eles a ter cuidado com as necessidades, para nós é bem melhor. Só tens que ir mudando a areia,…..os teus filhotes é que devem estar a delirar com eles,…
    Beijinhos,
    Espero por ti em:
    http://strawberrycandymoreira.blogspot.pt/
    http://www.facebook.com/omeurefugioculinario

  • PINTA ROXA
    Julho 21, 2015

    Tenho uma gatinha há dois anos.
    Também não gosto que ela ande em cima da cama nem dos móveis, damos.lhe banho e ela até nem se importa muito foi habituada assim quando veio para casa a vet. disse que se tomarem benho em pequeninos se adaptam bem à água e não "resmungam muito.
    Boa sorte para voçês e e para os gatinhos.
    Pinta

  • Anónimo
    Julho 21, 2015

    Olá Luisa,
    Quando começo a sentir as unhas mais aguçadas na minha perna… está na altura de cortar as unhas…
    Habituei-me a cortar as unhas com um corta unhas… a tesoura que me deram avariou e não corta.
    A gata é mais velha e como veio da rua não consigo cortar, só quando vai ao veterinário, o gato como veio com dois meses habituei-o desde pequeno e não estranha… Pode dar jeito para as cortinas e sofás… 😉
    Em relação a serem castrados e esterilizados é realmente o melhor… Mas o meu só deixaram que fosse esterilizado com oito meses, antes desaconselharam…
    Bjs,
    Teresa C.

    • Luísa Alexandra
      Julho 22, 2015

      Teresa os nossos gatinhos vão todos os meses ao veterinário para colocarem a pipeta contra as pulgas e lá é que cortam as unhas, eles nem se queixam 🙂 Cá por casa costumo é todos os dias lavar-lhes as patas antes de virem para casa dormir, quando andam na rua a brincar. Relativamente à castração, a sugestão de ser aos seis meses foi do veterinário, como os acompanha desde que nasceram quando chegar a altura certa ele saberá.

  • Susana Machado
    Julho 21, 2015

    são tão lindos!!
    Beijinhos,
    http://sudelicia.blogspot.pt/

  • Raquel Alabaça
    Julho 23, 2015

    Todos os meus gatos são castrados, além de ficarem mais asseados, principalmente os machos não "marcam o território", também ficam mais calmos e não tenho surpresas, porque embora os meus não sejam de saír do nosso terreno, há sempre alguns que vêm visitar, ou melhor, vinham. Agora que temos o cão deixámos de ter a visita de outros gatos 🙂
    Durante o dia andam pela casa, só com acesso ao piso de baixo, à noite ficam na garagem. Não os deixo com acesso prolongado aos quartos, os pelos são muito chatos e quem os tem que limpar sou eu!! Nesta altura do ano andam na mudança do pêlo e fica sempre muito pêlo caído no chão e agarrado a tudo por onde passam, cortinados, carpetes, tapetes, as nossas roupas etc. Por isso limito as zonas onde têm acesso, adoro animais mas têm que ter o espaço deles.
    Se as unhas andarem sempre cortadas não há estragos. Só não os consigo habituar a afiarem as unhas no arranhador deles, vão sempre à Oliveira que temos no jardim.

O que você pensa?

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *