Friginada de Vitela

Quarta-feira, Junho 8, 2016

P1030218

 

Vejo pessoas em guerra aberta contra vários alimentos.

Leite, carne, arroz, massa… tudo lhes causa aflição!

Eu sempre fui muito liberal relativamente aos ingredientes que uso, e não me incomoda nada as opções dos outros, desde que não me venham para cá com extremismos!

Irrita-me solenemente as pessoas que não comem carne e que tentam a todo o custo dissuadir os outros de o fazer.

Eu gosto de carne, eu como carne, e não é por isso que ando a apregoar aos quatro ventos que os outros o devem fazer!

Cada qual deve ter o discernimento de escolher o que acha ser melhor para si e para a sua família, resta aos outros respeitar.

Cá por casa come-se carne vermelha. Todos gostam de carne vermelha. É boa, é saborosa.

Quem não a come, quem não gosta, não veja a receita que deixo abaixo 🙂 Mas por favor, não me venham para aqui com a conversa que faz mal à saúde, e que causa diabetes, e que tem muita gordura, e mais o diabo a sete! Não há pachorra! Cada qual come o que quer, cada qual faz o que acha ser melhor. Por favor respeitem isso 😉

E depois da informação técnica 🙂 vamos à receita!

 

Ingredientes:

| Vitela, usei à volta de 800 gr. de carne cortada em cubos

| 3 dentes de Alho

| Azeite

| 1 folha de Louro

| Pimentão Doce

| Açafrão das Índias

| Vinho branco ou tinto

| Flor de Sal

 

Preparação:

Numa frigideira larga coloca-se um pouco de azeite, até cobrir o fundo, e junta-se os alhos descascados e esmagados com uma faca.

Quando começar a dourar junta-se a carne, eu optei por cortar em cubos.

Adiciona-se também uma folha de louro, polvilha-se com um pouco de pimentão doce em pó e de açafrão das Índias e frita-se a carne até mudar de cor.

Rega-se com um pouco de vinho, tempera-se com umas pedras de flor de sal e deixa-se cozinhar até a carne ficar tenra e o molho apurado.

 

 

P1030216

 

P1030220

 

 


Fotos: Panasonic Lumix DMC-TZ70EG-K

Print Friendly, PDF & Email
22 Responses
  • Susana Martins
    Junho 8, 2016

    Olha eu acho que tem razao,hoje tudo faz mal andam em guerra aberta com o acucar as massas as farinhas, tudoMas eu sempre me lembro de ouvir isso e so agora se lembram de todos os dias nos fazerem sentir culpados pelo que comemos bebemos cada um sabe o que faz mal mas cada um tem o direito de decidir se quer ou nao comer.Acjo que tem de haver um peso e uma medida para tudo.Adoro a receita tao bom aspecto

    • Luísa Alexandra
      Junho 8, 2016

      É mesmo! Se formos a ser extremistas acho que nem água se bebe, porque também já deve estar contaminada com alguma coisa! É incrível!

      • Liliana
        Junho 8, 2016

        Ainda ontem deu no programa da Fátima uma máquina para negativizar a água porque fazia contraste não sei com que é fazia bem não sei a que (peço desculpa mas ouvi por alto) por isso a água directa da torneira já não faz bem. 😀

  • Prato caseiro
    Junho 8, 2016

    Cá em casa também se come de tudo, penso que o equilíbrio e a palavra chave, desde que nao haja intolerancias a certos alimentos, claro 🙂
    E a tua sugestão para mim e excelente.

  • Ana Casinha
    Junho 8, 2016

    Olá Luísa!

    Bem podia ter sido eu a escrever isto! Eu gosto de conhecer ingredientes novos, de experimentar sabores novos e algumas das minhas refeições não levam carne nem peixe, mas como de tudo, aliás acredito que no equilíbrio está o ganho, mas lá está, é a minha forma de pensar, não pretendo fazer ninguém pensar como eu, cada um deve ter liberdade de escolha, cabe a cada um de nós saber respeitar isso, embora nos tempos de correm parece tarefa impossível para muitos…!

    Deu-me vontade de rir o seu comentário sobre a água, sim acho melhor as pessoas nem saberem, pois tanto a água da torneira como a engarrafada tem muita molécula a mais que H2O e nem todas muito amigas mas há controle! Extremismos na minha modesta opinião não nos levam longe! Mas é só a minha opinião!

    O comentário já vai longo! Quanto ao prato é bem ao meu gosto! Adoro! 🙂

  • Manuela
    Junho 8, 2016

    Olá, Luísa
    Também me faz “comichão” toda esta guerra contra determinados alimentos, mas a que mais me irrita é a do leite! Bolas, eu nunca gostei de leite e à custa de me dizerem que era um alimento de primeira, tentei de tudo para o ingerir, fosse de que forma fosse… queijo fresco, manteiga, gelados (nhamiiii 🙂 ) sei lá eu…!!
    Agora, “descobri” que a minha luta contra os vómitos foi inútil porque afinal o leite é um “veneno”. Haja paciência!
    Cá em casa também comemos de tudo. 🙂

  • s. fernandes
    Junho 8, 2016

    Luisa, ainda bem que não sou a única. Irrita-me mesmo as pessoas assim com essas manias todas. Já não há pachorra. Ainda há pouco tempo assisti a uma pessoa toda enjoadinha porque tinhamos um almoço em casa de uns amigos comuns e o prato era Bacalhau (que estava delicioso!!!) e …”Ah, e tal, estou cheia de fome pois não há aqui nada para comer….só salada….e eu não como carne nem peixe…blá-blá…” No fim mergulhou literalmente numa taçada de gelado de natas e bolo de chocolate!!!! Que escolhas interessantes….

    • Luísa Alexandra
      Junho 8, 2016

      Ora aí está! São muito esquisitas com umas coisas mas com outras supostamente piores já está tudo bem 🙂
      Também já presenciei muitas coisas assim, uma das que mais gostei foi o caso de uma mãe que não fazia fritos em casa porque não gostava do cheiro, então nunca fritava batatas nem nada para os filhos e marido. Quando estes comiam fora de casa pareciam loucos a atacar a travessa das batatas! Incrível! E o pior é que quem mais comia era a mãe!!!! Tudo tem peso e medida, as coisas consumidas com moderação não matam ninguém!

  • Joana Claro
    Junho 8, 2016

    Concordo! Cada um tem liberdade de escolher o que quer comer e não tem nada de criticar as escolhas dos outros. Nós por aqui também comemos de tudo à excepção do leite porque somos intolerantes, de resto haja equilíbrio!
    E agora o que realmente interessa: ficou uma vitela muito apetitosa! 🙂
    Beijinho
    http://asreceitasdamaegalinha.blogspot.pt/

  • silvia neves
    Junho 8, 2016

    😀
    Até me deu vontade de rir a maneira como te expressaste 🙂
    Acho que as pessoas que vêem os blogs não devem fazer comentários desse, devem sim respeitar quem os está a escrever bem como o que foi escrito.
    Não gostam do que vêem?
    Temos pena, passem ao lado!

    • Luísa Alexandra
      Junho 8, 2016

      Se tu lesses alguns dos comentários que eu recebo aqui ou nas redes sociais fartavas-te de rir 🙂 Haja paciência [que é coisa que não me assiste…]

  • Hilária Rodrigues
    Junho 8, 2016

    Exatamente como eu penso, podemos ter as nossas opções, mas não temos de ser fundamentalistas…é tão bom encontrar pessoas com opiniões normais.
    Eu gosto de comer e cozinhar ponto. Gosto de comida vegetariana, macrobiótica, pratos de outros países, mas não abdico da nossa bela cozinha.
    E não consigo neste momento entender a guerra aberta a alguns alimentos, em especial o gluten e a lactose, é claro que há pessoas que são mesmo intolerantes…e as outras? tou convencida que é um folclore que passará de moda quando se lembrarem de outra intolerância qualquer…
    Agora falando da sua vitela, vou fazer um dia destes, com uma boa guarnição de legumes (sou viciada em legumes) e umas batatas novasé de certeza um ótimo prato.
    Parabens pelas suas ideias e receitas

  • lia
    Junho 8, 2016

    Luisa!!!
    Eu não escreveria ou diria melhor.
    Assino em baixo de cada palavra tua e reforço, a mim também me irrita de morte, não só a onda dos “vegetarianos” e “vegans” que não comem carne e querem que toda a gente os siga, como a onda do “free” tudo e mais alguma coisa.
    Pior que isso, o que me irrita ainda mais e muito, são as pessoas que nem sequer tendo alergias a determinados ingredientes, inventam hoje que as têm, para estar na moda e, amanhã, mudando a moda, deixaram de ser alérgicas. Dá-me vómitos mesmo!!
    Cá em casa também se come carne vermelha. Nós gostamos, amamos e ainda ontem nos soube pela vida, um bom bife grelhado.
    Fazemos refeições vegetarianas sim, mas por opção e porque gostamos de comer e experimentar de tudo e não porque aderimos à moda.
    Bem, eu então, nem consigo pensar em ser vegetariana ou qualquer outra coisa que não inclua carne. Meus ricos enchidos e bacon, lol!!
    Dito isto, amei esta sugestão, os temperos utilizados e adoro vitela.
    Um beijinho,
    Lia

  • Ângela Ferreira
    Junho 8, 2016

    Não podia estar mais de acordo com a Luísa

  • xana fernandes
    Junho 8, 2016

    ola luisa,ca em casa comemos de tudo ,mas cada 1 e que sabe de si ,gostei da receita,obrigado e 1 beijinho

  • Andreia
    Junho 8, 2016

    Ai minha rica picanha, um bom cozido à portuguesa, um naco na pedra ou uma posta mirandesa… No meu trabalho, na fila dos microondas só se vê sopinha, muuuitos legumes, peixinho cozido (deve estar tudo de dieta) e quando eu abro a minha caixinha de favas com entrecosto tudo baba só com o cheiro😁
    Ao jantar como então uma salada… Lá está, como já falado anteriormente, tudo se pode comer desde que haja equilibrio…

    • Luísa Alexandra
      Junho 9, 2016

      Nem mais! Eu não sei é como uma pessoa normal, com o trabalho do dia a dia, se mantém em pé só com uma salada! E eu adoro salada, mas só mesmo salada não puxa a minha carroça 🙂
      Isto para o almoço, claro, pois é a minha refeição principal. Ao jantar também prefiro coisas mais leves, aí já aguento bem a noite só com uma sopa ou uma salada, mas também a dormir não se precisa de muita energia!

  • carla ramalho
    Junho 8, 2016

    Li há pouco tempo um artigo em que depois de analisar a lista de alimentos a não comer, cheguei à conclusão que deveríamos viver apenas do ar (e mesmo assim, cuidado porque ele anda poluído).
    Cá em casa comemos de tudo, desde que gostemos e não dizemos que não a uma boa carne de vitela, bem tenra de preferência, a uns bons enchidos e mais uns quantos alimentos muito proibidos. Desde que se coma com moderação e se tenha cuidado na forma como se confecciona, tudo é saudável. E esta carne está bem apetitosa, lá isso está 🙂
    Beijinhos …
    Guloso qb

    • Luísa Alexandra
      Junho 9, 2016

      É exactamente isso!
      Se formos a ver bem tudo o que supostamente faz mal ou não é saudável temos que passar muita fome!

  • Mary
    Junho 9, 2016

    Eu acho que o principal é sentirmo-nos bem e cada um é como cada qual e come o que quer,…..adorei esta tua refeição!!
    Beijinhos,
    Espero por ti em:
    strawberrycandymoreira.blogspot.pt
    http://www.facebook.com/omeurefugioculinario

O que você pensa?

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: