Jardim • Limpeza e Manutenção

Terça-feira, Outubro 9, 2018

Recentemente partilhei aqui no blog o estado lastimável das minhas alfazemas.

Cresceram descontroladamente e estavam grandes demais para o meu gosto, e até acho que feias pois ficavam todas esparramadas na relva…

Além disso começavam a interferir nos sensores do alarme aqui de casa, que dispára assim que detecta movimento perto das varandas.

Tinha por isso muita necessidade em que fossem cortadas, se virem este post percebem o estado em que estavam:

 

Alfazema [ou Lavanda]

 

Chamei então cá a casa a empresa de jardinagem que me trata do jardim, e fizeram a poda principal, tiraram a maior parte das ramagens secas, apararam tudo e deixaram o jardim já preparado para a época mais fria de Outono e Inverno.

Acontece que eu sou daquelas pessoas que quando mete uma coisa na cabeça não descanso enquanto não tiver as coisas como quero! Há quem lhe chame teimosia ou mania, para mim é uma qualidade pois eu sempre gostei de ter as coisas feitas à minha maneira! Não digo que seja a melhor maneira, mas é a maneira que eu gosto! E tudo isto para dizer que eu já andava farta de ver o jardim cá de casa tão cheio de plantas! Prefiro ter as coisas mais simples, gosto de ver as pedras nos canteiros e não tudo carregado de plantas e flores, quero que as luzes dos muros estejam livres para a luz passar sem problemas [já que infelizmente a rua onde moramos não é iluminada e a única luz que temos é a nossa de casa, que temos que pagar por isso é para se ver bem!].

Já tinha comentado várias vezes com o meu marido que achava que o nosso jardim estava a ficar tipo selva tropical, com tanta coisa, e ambos preferimos tudo mais limpo, mais simples.

Coloquei mãos à obra e num fim de semana andei de volta do jardim 🙂

Cortei o que achei que devia cortar, e quando digo cortar é mesmo rente, pois eu estou certa que em poucas semanas vai começar logo tudo a rebentar novamente!

Nos canteiros em frente à casa, temos três em frente a cada janela de casa, optei por cortar praticamente todas as plantas rasteiras, mantendo apenas as maiores, dando-lhes mais destaque e adorei o resultado final, era mesmo o que eu queria!

Na foto abaixo aparece em grande plano a Magnólia branca de folha perene , ao lado a Magnólia rosa de folha caduca.

 

 

Junto aos muros a mesma coisa, cortei os alecrins que já estavam muito grandes e que me sujavam as pedras todas e mantive tudo mais leve. Agora está assim muito “nú” mas assim que chegarem as primeiras chuvas tudo vai mudar.

Temos um carrinho de transportar lenha, eu acho que foi comprado no Bricomarché de Ourém há alguns anos atrás, e que dá imenso jeito para ir transportando os ramos:

 

 

As plantas que estavam mais secas cortei mesmo rentes, com uma tesoura da poda, esta é da Gardena:

 

 

 

 

Os ramos mais grossos cortei com uma tesoura maior, própria para ramos.

E como podem ver os canteiros estavam cheios de folhas secas, tudo muito feio!

 

 

A maior parte limpou-se bem com uma pá e uma vassoura:

 

 

 

Para limpar o restante usei um soprador/aspirador de folhas, o que tenho é da Black & Decker.

Uso sempre na função de aspirador para puxar todo o lixo que está na relva e nos canteiros. Atenção que os meus canteiros são com seixos colocados sobre tela geotextil para jardins, ou seja não vai aspirar terra, só mesmo as folhas que estão sobre as pedras. Convém ter em atenção como se usa este tipo de aspiradores pois não funcionam em qualquer tipo de superfície [por exemplo terra…].

 

 

E depois de tudo limpo e arranjado à minha maneira eis o resultado final:

 

 

 

 

 

O alguidar de barro e a tulha de azeite em barro vieram de casa dos meus Avós. Não é propriamente o tipo de decoração que mais se enquadra na nossa casa, mas tem para mim um significado muito especial e um valor sentimental imenso. Faço questão de os ter assim expostos 🙂

 

 

 

Na foto abaixo é a parte do jardim lateral, na zona dos quartos, que como podem ver apanha imenso sol logo pela manhã!

Quando tirei estas fotos eram 8H30 da manhã.

 

 

E aqui destaque para algumas flores bem coloridas, que dão imensa alegria ao jardim:

 

 

 

Antes que me perguntem novamente, pois acontece sempre que eu coloco fotos do nosso jardim 🙂 a nossa relva é sintética!

Está sempre linda, quer chova, quer faça sol, quer esteja vento ou geada, está sempre assim verde e agradável ao olhar 🙂

Considero um dos melhores investimentos para o exterior de uma casa, pois não tem manutenção, basta ir limpando as folhas ou o lixo e está sempre bonita.

 

 

 

Amanhã irei mostrar a parte traseira do jardim aqui de casa 🙂

Print Friendly, PDF & Email
22
8 Responses
  • Lucília Lopes
    Outubro 9, 2018

    Olá, Luísa.
    Ficou muito bem. Será que me pode dizer qual a empresa que projectou o seu jardim?
    Obrigada.

    • Luísa Alexandra
      Outubro 9, 2018

      Chama-se Jardim do Futuro e é cá de Fátima.

      • Lucília Lopes
        Outubro 9, 2018

        Obrigada. Muito bonito.

  • Stef Guedes
    Outubro 9, 2018

    Simplesmente lindissimo… Ficou bem mais leve, mais arejado. Tambem nao gosto de ver os jardins muito cheio, o teu ficou “top” 😉

    Tens q fazer tour pela casa, é tão linda, adoro.

    Bjinhos

  • Anabela
    Outubro 15, 2018

    Muito bonito. Parabéns!
    Beijinho.

  • Elsa Machado
    Outubro 22, 2018

    É este o problema das empresas de jardinagem: elas que são especialistas na matéria, nunca vêem o que há para fazer e nunca agem por antecipação… Comigo tenho que ser sempre eu a pedir para podarem as buganvíleas, a alfazema, as árvores e outros arbustos…

O que você pensa?

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *