Velhoses da Avó Mariana • Amassados na Bimby

Terça-feira, Outubro 16, 2012

Os Velhoses da minha Avó Mariana já são bem conhecidos aqui no meu blog.
São inúmeras as reportagens que tenho pois todos os anos, por esta altura, se repetem várias vezes.
Este ano tiveram um significado muito especial 🙂
Foi com esta receita que participei no passatempo “A Mesa dos Portugueses” na categoria doces, e fui uma das participantes seleccionada.
Tive oportunidade de apresentar, ao vivo, os Velhoses da Avó Mariana e o Bacalhau em Pão Caseiro, outra receita que apresentei e que também foi escolhida.
Esta é uma das minhas receitas que será publicada em livro através desta iniciativa.
Para já fica a reportagem dos Velhoses da Avó Mariana, que é mesmo a minha querida Avó Mariana, que eu levei.

As quantidades são referentes aos que aparecem nas fotos. cerca de 50 unidades.

Ingredientes:
| 500 gr. de Abóbora (peso antes de cozer)
| Casca de Limão
| Casca de Laranja
| 2 Paus de Canela
| 2 Estrelas de Anis
| 1/2 colher (de chá) de Sal

| 2 Ovos Inteiros
| Raspa e sumo de 1 Laranja
| Raspa de 1 Limão
| 1/2 Cálice de Aguardente
| 1/2 Cálice de Anis
| 1 colher (de chá) de Canela em Pó
| 1 colher (de chá) de Baunilha em Pó (essência)
| 400 gr. de Farinha
| 25 gr. de Fermento de Padeiro Fresco [1 cubo]

Para polvilhar:
| Açúcar
| Canela em Pó
| Raspa de Limão e de Laranja

Preparação:
Num tacho grande coloca-se a abóbora cortada aos pedaços e enche-se com água quase até a tapar.
Junta-se a casca de um limão, a casca de uma laranja, dois paus de canela, duas estrelas de anis e uma pitada de sal.
Deixa-se cozer até a abóbora ficar bem mole e desfeita.

Retira-se o pau de canela e as cascas dos citrinos.
Escorre-se muito bem e reserva-se a água de cozedura.
Deita-se a abóbora escorrida no copo da bimby e junta-se os ovos inteiros, a raspa das laranjas e dos limões, o sumo das laranjas, o cálice de aguardente e o cálice de anis, a canela e a baunilha.

Programa-se 30 seg., vel. 6.

Por fim a farinha e o fermento fresco.
Programa-se 30 seg., vel. 6.
Programa-se 4 min., vel. espiga, para que fique bem amassada.
Deve ficar uma massa bem elástica.
Retira-se a massa do copo da bimby e coloca-se num recipiente, que se embrulha num cobertor e se coloca num local abrigado.

Passados 30 minutos estava assim:

Cresceu imenso!
Nesta foto vê-se que a massa faz bolinhas, significa que foi bem amassada.
Frita-se em óleo bem quente, deitando colheradas e deixando alourar a gosto.

Depois de fritas colocam-se em cima de papel absorvente para retirar o excesso de óleo.
Fazer uma mistura de açúcar, canela em pó e raspa de limão e polvilhar os velhoses.

Print Friendly, PDF & Email
54 Responses
  • ana cer
    Outubro 16, 2012

    Luísa, que receita boa, o que eu gosto de velhoses. Que boas recordações…

  • Felismina
    Outubro 16, 2012

    Maravilha, vou levar a receita comigo!

    Bjs.

  • Artes da Mel
    Outubro 16, 2012

    Luisa que delícia de receita! Não conhecia! A abóbora deve dar um sabor muito especial!
    Bjss

  • Fátima Fonseca
    Outubro 16, 2012

    Que bonitos que ficaram!!!!

  • Natércia
    Outubro 16, 2012

    Luísa ficaram uma delicia…um beijinho.

  • Marta
    Outubro 16, 2012

    Adorava comer alguns neste momento! Mas não pode ser, não passam cá para este lado.
    Bjs

  • Flor de Tavira * Algarve * Portugal
    Outubro 16, 2012

    Parabéns pela participação, e pela boa escolha
    Bjo

  • Paula Vieira
    Outubro 16, 2012

    Hum já cheira a Natal, que delicia.

    Bjs

  • Addicted
    Outubro 16, 2012

    Que maravilha…já cheira a natal 🙂 Devem ser deliciosos, tem muito bom aspecto!
    beijinhos
    Addicted
    http://cookaddiction.blogspot.pt/

  • Cacahuete
    Outubro 16, 2012

    Mais uma vez parabens Luisa pela participacao e pot te terem seleccionada esta maravilhosa receita da tua avo com tanta historia, ao fim e ao cabo acho que era mesmo este tipo de receitas que a iniciativa procurava.

    Beijinhos

  • Fuat Gencal
    Outubro 16, 2012

    Ellerinize sağlık. Çok leziz ve güzel görünüyor.

    Saygılar.

  • Marisa
    Outubro 16, 2012

    Muitos parabéns!

  • Rosita Vargas
    Outubro 16, 2012

    Exquisito y muy lindo me encanta,abrazos y abrazos.

  • Sandra Batista
    Outubro 16, 2012

    Simplesmente fantásticos!!

  • Momentos Doces e não só ...
    Outubro 16, 2012

    Até me está a crescer água na boca, adoro e as tuas tem um maravilhoso aspecto! bjs

  • O Cantinho da Sophia
    Outubro 16, 2012

    Olá Luísa adorei estas velhoses. Que maravilha! Agora para o lanche sabia tão bem 🙂
    Beijocas

  • Rachel
    Outubro 16, 2012

    Disseste a palvra mágica, Bimby!
    Vou fazer, sem dúvida!

  • Ana Rita
    Outubro 16, 2012

    Parabéns pelas receitas e pela distinção!
    Pelo aspecto fantástico delas, aposto que se comem mesmo bem.
    Bjokas
    Rita

  • Luísa Alexandra
    Outubro 16, 2012

    Obrigado a todos!

  • Alice
    Outubro 16, 2012

    Parabéns Luísa, que continues assim sempre com sucesso!
    As velhoses ficaram lindas e têm um aspeto irresistível!
    Beijinhos:)

  • Pipinha
    Outubro 16, 2012

    Ola Luísa!

    Uma perguntinha: Podemos abdicar do anis? É uma coisa que.gosto pouco… Ou nada mesmo!!
    Beijinhos
    Filipa

    • Luísa Alexandra
      Outubro 16, 2012

      Olá Filipa.
      Claro, podes suprimir, faz só com canela e baunilha.

  • Pipinha
    Outubro 16, 2012

    Olá Luísa!
    Uma perguntinha: Podemos abdicar do anis? É k é uma coisa que n gosto muito…ou nada mesmo!!! Lol é preciso substituir por outra coisa
    Beijoca
    Filipa

  • Amoridoce by coradinha
    Outubro 16, 2012

    Agora fiquei para a minha vida, nao me digas que aquilo a que sempre chamei filhoses, se chama velhoses?:) que engraçado:) ou é muito idêntico. muitos parabens!!!:)

    • Luísa Alexandra
      Outubro 17, 2012

      Por aqui sempre conheci como velhoses, poderá ter outro nome em outras partes do País. As filhoses que conheço são diferentes, não levam abóbora.

  • Zezinha
    Outubro 16, 2012

    Que engraçado! A receita que faço de velhoses é muito parecida com a tua e também já vem da minha avó. Os teus estão com muito bom aspeto.
    bjs
    Zezinha

  • Erva Doce e Canela
    Outubro 16, 2012

    Adoro! Sobrou alguma?!
    Não as faço porque a minha última experiência correu tão mal que a massa foi toda para o lixo, fritos e eu, enfim.

    Bjcs

    • Luísa Alexandra
      Outubro 17, 2012

      As massas que são fritas têm que ser feitas com algum cuidado, nomeadamente não deixar apanhar correntes de ar ou diferenças bruscas de temperatura e, assim que estão levedadas, devem ser fritas logo para ficarem fôfas.

  • cristina fonseca
    Outubro 16, 2012

    Bem, ficou-me no goto…
    Vou trazer a receita da tua avó comigo 🙂
    Beijinho doce 🙂

  • SarinhaT - No Conforto da Minha Cozinha
    Outubro 16, 2012

    Que lindas… E parabéns pelo teu apuramento.
    🙂
    Ficou com saudades. Qualquer dia faço. Beijinhos

  • Ondina Maria
    Outubro 16, 2012

    Velhoses é o mesmo que filhoses, correcto? É que essa receita da tua avó Mariana é muito parecida com a dos filhoses que a minha avó Fernanda fazia por alturas do Natal! 🙂

    • Luísa Alexandra
      Outubro 17, 2012

      Velhoses são feitos à base de puré de abóbora, como mostro no post.
      As filhoses que conheço são diferentes, não levam abóbora, mas poderá ter outro nome em outras regiões. Por aqui as filhoses são feitas à base de farinha, fermento, açúcar, ovos e raspa e sumo de citrinos. Podem ser filhós cortadas simples ou filhós de forma. São as que conheço.
      Os velhoses são diferentes, levam o puré de abóbora que é o que basicamente lhes dá o sabor. São muito semelhantes em aspecto aos sonhos, mas a sua textura é bastante mais densa.

  • Tixa
    Outubro 16, 2012

    que coisa tão bom, isto agora é só doces e a nossa desgraça! eheh

  • Prata da casa
    Outubro 16, 2012

    Tão lindas e apetitosas!!! Adorava comer umas quantas já.
    Bj
    Márcia

  • Catarina Beltrão
    Outubro 16, 2012

    Parabéns às duas e aposto que a avó Mariana adorou participar neste evento, e bem que mereceu a deferência. De facto já conheço a receita, mas sempre que vejo estas fotos não resisto a fazer a receita. Vou ficar a aguardar informação sobre a publicação do livro. Beijos.

    • Luísa Alexandra
      Outubro 17, 2012

      Catarina, quem acompanha o blog já conhece a receita à anos 🙂
      Por alturas do Dia do Bolinho e do Natal coloco-a sempre cá no blog.

  • carla oliveira
    Outubro 17, 2012

    Luisa, os meus sinceros parabéns, continua estás muito bem!!

  • O Barriguinhas
    Outubro 17, 2012

    Muito parecidas a minha receita de filhos de abóbora. Tambem vou fazer esta na minha Mycook. Beijinhos

  • Luísa Alexandra
    Outubro 17, 2012

    Obrigado!

  • Andreia Cambez
    Outubro 17, 2012

    Já guardei a receita, pois devem de ser maravilhosas 😀
    Jinhus

  • Lúcia
    Outubro 17, 2012

    Parabéns luisa, tu mereces!!
    Tenho de procurar no teu blog uma receita de velhoses que não seja feita na bimby!:-)

    bj

  • JotaSousa
    Outubro 17, 2012

    Hmmmmmmmm que delicia!
    Já cheira a Natal!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Excitação 😉

  • Salsa Verde
    Outubro 18, 2012

    Parabéns Luisa. As tuas velhozes estão com um aspecto divino e a combinação de especiarias, deve dar-lhes um toque super magnífico e delicioso!
    Beijinhos,
    Lia.

  • Marisa
    Outubro 18, 2012

    Ficam tão parecidas com as que a minha avó faz 🙂
    Muitos parabéns!

    Beijinhos,
    Marisa
    http://www.sweetmykitchen.blogspot.pt/

  • Belocas
    Novembro 5, 2012

    Estão uma verdadeira tentação.
    Adoro
    Bjs

  • Carla
    Novembro 10, 2012

    Olá Luisa!!
    Uma pergunta. Para que se reserva a água da cozedura?

    • Luísa Alexandra
      Novembro 10, 2012

      Carla, enquanto se amassa se houver necessidade de adicionar mais líquido é a água de cozedura que se junta.

      Beijinho.

  • Carla
    Novembro 10, 2012

    Olá Luisa!
    Uma pergunta. Para que se reserva a água da cozedura?
    Obg

  • Anónimo
    Dezembro 11, 2012

    Bom Dia! Tenho apenas uma questão. No inicio da receita refere que é par reservar a agua da cozedura. Mas depois não vejo que a agua seja precisa… Li mal ou a +agua não é mesmo necessária? Obrigado, Manuela

    • Luísa Alexandra
      Dezembro 11, 2012

      Manuela, a água da cozedura utiliza-se apenas se necessário, se a massa fica muito dura junta-se um pouco de água da cozedura ou em substituição do sumo de laranja. Beijinho.

  • Anónimo
    Dezembro 22, 2012

    Olá Luísa

    Tem de ser fermento padeiro fresco?? É que tenho aqui em casa fermento padeiro em saquetas.. Pode ser este?

    Em vez de aguardente e licor de anis pode ser só vinho do porto?
    Em relação aos sumos dos citrinos, serão melhor estes para juntar à massa ou água cozedura?

    Obrigado

    Aguardo resposta

    • Luísa Alexandra
      Dezembro 22, 2012

      Nós usamos sempre fermento de padeiro fresco, mas não creio existir problema em colocar o de saquetas, pois dá levedação posterior também.

      Podes substituir por vinho do Porto sim, apesar de a tradição ser com anis.

      O sumo de laranja é adicionado à massa, as cascas são na cozedura da abóbora.

O que você pensa?

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *