Pão de 5 Minutos • Artisan Bread

Sexta-feira, Maio 15, 2009

A receita circula em imensos blogs, mas onde me recordo de a ver primeiro foi no Delícias & Companhia, da Manuela.
É a receita que ela colocou que experimentei.

Eu não sou grande apreciadora de pão, confesso…
Mas é um bem essencial e que convém ter à mesa, principalmente para acompanhar aquelas comidinhas com molho, em que apetece molhar o pãozinho.
O que mais me seduziu na receita é o facto de poder ser feita a massa e ir sendo consumida ao longo da semana.
Eu amassei a massa apenas com uma colher de silicone e coloquei a massa no frigorífico, dentro de um recipiente tapado.
Fui utilizando ao longo da semana conforme ia necessitando.
Retirava a quantidade de massa pretendida, deixava levedar 40 minutos e depois cozia.
A consistência da massa, e também a sua cor, foi uma novidade.
Não muito agradável, confesso… fica uma massa muito peganhenta, de cor acinzentada, feia como tudo!
Mas depois o resultado final é compensador, transforma-se num pão muito saboroso.

Ingredientes:
| 6 ½ copos de Farinha de Trigo
| 3 copos de Água morna
| 25 gr. de Fermento de Padeiro Fresco
| 1 colher (de sopa, muito mal cheia) de Sal Grosso
| Farinha para Polvilhar

1 copo = aproximadamente 235 ml

Preparação:
Num tupperware grande, coloque a água morna e dissolva nela o fermento.
Usei estes cubos de fermento de padeiro fresco, que são muito práticos porque se conservam durante bastante tempo no frigorífico sem perder a força.

Adicione o sal e a farinha e misture muito bem todos os ingredientes com uma colher de pau e tape o recipiente.
Deixe a massa descansar 2 horas e guarde-a tapada no frigorífico (esta pode conservar-se até 15 dias no frio).

Quando decidir fazer o pão, retire o recipiente do frigorífico, e com as mãos enfarinhadas pegue num pedaço de massa e corte com uma faca. Volte a guardar o que restou para usar duma próxima vez.

Com o pedaço da massa que retirou, com as mãos enfarinhadas, dê-lhe a forma duma bola dobrando as bordas da massa para dentro, tendo o cuidado de não apertar muito a massa para que esta não perca o ar que se formou dentro dela.

Deixe repousar, à temperatura ambiente, durante pelo menos 40 minutos, numa superfície polvilhada com a farinha.
Polvilhe o pão com um pouco de farinha de trigo e faça uns cortes na massa para que esta abra durante a cozedura.
Pré-aqueça o forno a 230º e coloque o tabuleiro com o pão a cozer, aproximadamente 30 minutos, ou até verificar que está cozido.
Dentro do forno coloquei também um recipiente com água, para que dê humidade ao pão.

Já pronto e recheado:

Esta foto foi de uma nova fornada feita passados 5 dias da massa estar no frigorífico.
Recheei com chouriço:

Ainda guardei um pedaço de massa mais alguns dias, para ver até que ponto era a sua resistência. Passados 10 dias a massa já se apresentada com muito mau aspecto, foi directamente para o lixo…
Gostava de perguntar a quem já experimentou esta receita quantos dias manteve a massa no frigorífico.
O máximo que eu consegui foram 7 dias, a utilizar, depois disso o seu aspecto tirava-me completamente a vontade de a utilizar…

Print Friendly, PDF & Email
0
22 Responses
  • Eliana Scaramal
    Maio 15, 2009

    Um luxo essa receita!! Sabe que eu sou o contrário de você eu aprecio e muito um pãozinho!! 🙂

    http://www.saboresdalica.blogspot.com

  • Cinha
    Maio 15, 2009

    Pois, eu´sou exactamente o oposto, porque simplesmente adoro pão!!!
    Os teus ficaram mesmo como eu gosto com aspecto bem cozidinho!
    Beijinhos.

  • lili
    Maio 15, 2009

    esse pão ficou muito aptitoso!
    gostei imenso tenho sorte é que nao preciso de fazer o meu marido traz quase todos os dias fresco!!
    bjs

  • Abelha Maia
    Maio 15, 2009

    Pois eu sou mesmo ao contrário de ti…hehe..venha o pão.
    Ficou de comer e chorar por mais.
    Muito bom aspecto.
    bjss

  • Isabel Pisoeiro
    Maio 15, 2009

    Esta experiência é fenomenal e dá imenso jeito, podemos fazer pão sempre que quisermos! É só pôr a massa a coser! Ficaram uns pães bem lindos e perfeitinhos, mesmo bons com esse recheio de manteiga e de chouriço! Que óptimo aspecto! Bjs.

  • gasparzinha
    Maio 15, 2009

    Luísa, tb já fiz. E gostei muito.
    Mas acabou depressa… não sou grande ajuda emrelação à validade.

  • Mónica Teodoro
    Maio 15, 2009

    Eu sou o oposto, adoro pão seja ele de que tipo ou feitio forem e a tua receita ainda me abriu mais o apetite principalmente os de chouriço.
    Beijinhos e bom fim de semana.

  • mesa para 4
    Maio 15, 2009

    Ficaram exclentes, nunca fiz, acabo sempre por comprar, adoro pão 🙂

  • ameixa seca
    Maio 15, 2009

    Adoro pão, estou para experimentar esta receita. Das receitas que já fiz de massa de pão que é guardada no frigorífico… nunca chegou ao terceiro dia. Aqui comemos pão desalmadamente 🙂

  • Verdinha
    Maio 15, 2009

    Luisa desconhecia este pão… gosto muito mas quando se vive sozinha há coisas que simplesmente não convém fazer muito ou arrisco-me a virar baleia 😀

    Esta receita agradou-me, o facto de não ser feito todo na mesma altura… tem muito bom aspecto!

  • leonor de sousa bastos
    Maio 15, 2009

    Ao contrário de ti, eu adoro pão e esse também me tem deixado curiosa!Ainda não me decidi a experimentá-lo mas fico cada vez mais convencida!
    A descrição da massa ao fim dos 7 dias não deve torná-la muito apetecível etambém gostava de saber se alguém a manteve por mais tempo! Se o experimentar digo-te alguma coisa!

    Beijinhos!

  • Sónia Alexandra
    Maio 15, 2009

    Que pãozinho mais delicioso…vou guardar. jinhossssssssss

  • argas
    Maio 16, 2009

    Ficaram lindos!

    Por cá também dura uma massa, mais do que isso, deixa a desejar 😐

  • Ricardo
    Maio 17, 2009

    Tenho mesmo de fazer pãozinhos desses pois é tão caro aqui nos “supermarkets” e esse esta uma delicia …vê-se muito bem …e estas a fazer-me fome com a manteiga derretida e a implicar com o chouriço…drooll!! jinhos xx 🙂

  • Luísa Alexandra
    Maio 17, 2009

    O pão fica muito bom, e é óptimo ter a massa já feita, pronta a usar.
    Não gostei do aspecto da massa passados uns dias, por isso deitei fora e não usei mais, não iria utilizar algo que acho não ter aspecto para ser consumido, por isso gostaria de saber a opinião de outras pessoas que já tenham experimentado.

  • Margarida
    Maio 17, 2009

    Luisa, costumo fazer o artisan bread com várias misturas de farinhas mas fao logo a massa toda. É que não gostei nada do cheiro e da cor na primeira vez que a deixei uma semana no frigorifico. Normalmente faço, deixo levedar as duas horas e forno. Fica sempre bom.
    Hei-de ganhar coragem para voltar a deixar a massa no frigo.. ; )
    beijinhos e boa semana

  • Carlinha
    Maio 18, 2009

    Eu sou apreciadora de paozinho de preferencia morninho com a manteiga a derreter… nhami…

    este tenho de fazer pois a ideia é bastante pratica…

    Bjs

  • Luísa Alexandra
    Maio 18, 2009

    Margarida, a massa é óptima, isso é ponto assente.
    O pão fica fantástico, muito saboroso.
    Mas o facto de se dizer que a massa aguenta 15 dias no frigorífico é que não me convenceu, por isso fiz a experiência.
    Comigo não passou de uma semana, agora gostava era de saber se foi alguma coisa que fiz mal ou se alguém utiliza a massa com o mau aspecto que eu vi a minha passados 8 dias!

  • Liliana
    Julho 31, 2009

    Ola a todas..

    Alguem me pode dizer se posso utilizar o fermento de padeiro em saquetas (em po) para fazer este pao?
    e o que tenho aqui em casa…

    Liliana

  • Luísa Alexandra
    Julho 31, 2009

    Liliana, qualo fermento de padeiro fresco pode ser substituído por fermento de padeiro seco, em pó, a marca mais conhecida é o Fermipan.
    Convém é que tenhas em atenção se as saquetas dizem mesmo fermento de padeiro. Existem algumas marcas de fermento simples, para bolos, que vêem também em saquetas, mas não são fermento de padeiro.

  • Anónimo
    Abril 8, 2013

    Olá Srª Luísa
    a minha questao é a seguinte, tenho alguma desta massa guarada, será que dá para usar para fazer a Bola de Carnes do Arco-iris-nacozinha?

    Ass: Rodrigues

    • Luísa Alexandra
      Abril 9, 2013

      Bom dia. Não conheço a receita em questão, não te sei responder….

O que você pensa?

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *